Exercícios de Conhecimento de Saúde Pública – SUS – Banca Funcab – Parte II

57 exercícios sobre saúde pública (sus) da banca Funcab.
BANCA: FUNCAB
CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA II
Material elaborado por: Ana Beatriz Ferrari dos Santos
1) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) Que instância colegiada atua no controle da execução da política de saúde no Município?
a) Comissão Municipal de Saúde.
b) Conferência Municipal de Saúde.
c) Assembléia Deliberativa de Usuários.
d) Conselho Municipal de Saúde.
e) Comitê Gestor de Saúde.
2) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) Segundo a Portaria nº 2.472, de 31/08/10, do Ministério da Saúde, faz parte da Lista de Notificação Compulsória Imediata – LNCI – um caso suspeito ou confirmado de:
a) cólera.
b) febre tifoide.
c) hanseníase.
d) leishmaniose visceral.
e) malária.
3) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) A notificação compulsória de doenças, agravos e eventos em saúde é obrigatória:
a) aos responsáveis por estabelecimentos de saúde, contanto que sejam públicos.
b) apenas aos médicos e enfermeiros.
c) a todos os profissionais de saúde.
d) aos responsáveis por organizações de ensino, apenas quando se tratar de instituição privada.
e) exclusivamente aos laboratórios de saúde pública.
4) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) Existem diversas medidas de freqüência que fazem parte das ferramentas de apoio ao estudo epidemiológico. Dentre essas, aquela que expressa a freqüência de óbitos por uma determinada doença, entre os indivíduos que apresentam esta doença, denomina-se:
a) morbidade.
b) incidência.
c) prevalência.
d) letalidade.
e) mortalidade.
5) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) A taxa de mortalidade infantil estima o risco de morte a que está exposta uma população de nascidos vivos, em uma determinada área e período, antes de completar quanto tempo de vida?
a) 1 semana.
b) 1 mês.
c) 6 meses.
d) 1 ano.
e) 5 anos.
6) (FUNCAB – Enfermagem – Anápolis 2011) Ao longo da década de 1990, identificou-se a evolução de vários modelos de gestão. O avanço na consolidação do Sistema Único de Saúde se verifica no modelo segundo o qual:
a) a gestão do sistema permanece com o Estado.
b) a gerência das unidades é definida em parceria pelo gestor estadual e municipal.
c) o sistema é organizado com base na hierarquia de ações e serviços de saúde.
d) os municípios têm sua gestão fragmentada.
e) as unidades de saúde do município não têm papel definido.
7) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) A implantação de um sistema de referência e contrarreferência entre os serviços que compõem a rede do SUS local busca viabilizar:
a) a integração com outros setores da economia;
b) a conjugação de recursos financeiros e tecnológicos;
c) a preservação da autonomia das pessoas;
d) a hierarquização da rede de serviços de saúde;
e) a participação da comunidade.
8) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) Entre as características da organização do Programa de Saúde da Família (PSF) encontra-se:
a) priorização de ações curativas;
b) ampliação da necessidade de leitos hospitalares;
c) funcionamento baseado na demanda espontânea;
d) ausência de encaminhamento para consultas especializadas;
e) cadastramento de famílias com adscrição de clientela.
9) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) Os recursos destinados ao custeio de transplantes são pagos através:
a) do Piso Assistencial Básico (PAB) variável;
b) do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC);
c) da Autorização de Procedimento de Alto Custo (APAC);
d) do Piso Estadual de Vigilância Sanitária (PEVISA);
e) da Fração Assistencial Especializada (FAE).
10) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) A Lei nº 8.142/90 estabelece que a Conferência Estadual de Saúde terá como um dos seus objetivos:
a) estabelecer critérios e valores para a remuneração de serviços de saúde;
b) aprovar parâmetros de cobertura assistencial;
c) propor as diretrizes para a formulação da política de saúde estadual;
d) deliberar sobre o cronograma financeiro para os distritos sanitários;
e) aprovar o plano plurianual de assistência.
11) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) Segundo a Lei nº 8.080/90, a execução dos serviços de Vigilância Epidemiológica é de competência:
a) do Ministério da Saúde, com colaboração do Ministério do Meio Ambiente;
b) da Fundação Nacional de Saúde e das Secretarias Estaduais de Saúde
c) da Direção Municipal e, em caráter complementar, da Direção Estadual do SUS;
d) das Secretarias Municipais de Saúde e da iniciativa privada;
e) de Fundações e Sociedades Beneficentes.
12) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) O Pacto pela Vida é o compromisso entre os gestores do Sistema Único de Saúde em torno de prioridades que apresentam impacto sobre a situação de saúde da população brasileira. Estão entre as prioridades pactuadas, EXCETO:
a) saúde do idoso;
b) fortalecimento da atenção básica;
c) redução da mortalidade infantil e materna;
d) promoção da saúde;
e) controle do câncer de colorretal.
13) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) O SUS conta, em cada esfera do governo, sem prejuízo das funções do Poder Legislativo, com as seguintes instâncias colegiadas:
a) Conferência de Saúde e Comissão Gestora de Saúde;
b) Conferência de Saúde e Conselho de Saúde;
c) Conselho de Saúde e Assembleia Deliberativa de Usuários;
d) Conferência de Saúde e Assembleia Deliberativa de Usuários;
e) Conselho de Saúde e Comissão Gestora de Saúde.
14) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) Das estratégias propostas pelo governo federal, aquela que tem o financiamento previsto no componente variável do Piso da Atenção Básica (PAB) é:
a) agentes comunitários de saúde;
b) farmácia popular;
c) educação permanente;
d) vigilância em saúde;
e) bolsa família.
15) (FUNCAB – SESAU – RO – Fonoaudiologia 2009) À direção municipal do Sistema Único de Saúde, compete:
a) a execução de serviços de saúde do trabalhador;
b) a vigilância sanitária de portos e aeroportos;
c) a coordenação da rede de laboratórios de saúde pública e hemocentros;
d) o financiamento pleno dos recursos para o setor de saúde local;
e) a formulação de políticas de alimentação e nutrição.
16) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas da frase abaixo.
Nas estruturas do Sistema Único de Saúde, as Conferências de Saúde devem reunir-se a cada _____________________ com a representação dos _____________________.
a) 2 anos – gestores do governo federal e profissionais de saúde.
b) 2 anos – gestores das secretarias municipais e estaduais de saúde.
c) 4 anos – vários segmentos sociais.
d) 4 anos – gestores das secretarias municipais e estaduais de saúde.
17) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) Considere as afirmações abaixo sobre os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde.
I – Universalidade de acesso aos serviços de saúde apenas no nível primário de assistência.
II – Integralidade de assistência, entendida como um conjunto articulado e contínuo de ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso somente nos níveis de baixa e média complexidade do sistema.
III – Participação da comunidade.
Marque a alternativa correta.
a) Apenas a II
b) Apenas a III
c) Apenas a I
d) I e II
18) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) – A propósito da gestão municipal do Sistema Único de Saúde (SUS), assinale a alternativa incorreta.
a) A direção municipal do SUS é exercida pela respectiva Secretaria de Saúde ou órgão equivalente.
b) As ações e serviços de saúde executados pelo SUS, são organizados de forma regionalizada e hierarquizada por complexidade crescente.
c) A rede municipal de serviços de saúde incorpora compulsoriamente todos os serviços públicos, filantrópicos e privados existentes.
d) Os municípios podem constituir consórcios, equacionando um conjunto de ações necessárias pra garantir o princípio da integralidade.
19) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) Segundo estudo realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 2,2 milhões de pessoas morrem anualmente no mundo, vítimas de acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho. Esses dados revelam a importância do desempenho de atividades referentes à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores. No Brasil, as ações e serviços referentes à saúde do trabalhador devem ser executadas pelo:
a) Ministério do Trabalho.
b) Sistema de Previdência Social.
c) SUS – direção municipal.
d) Ministério da Saúde.
20) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) O movimento denominado Reforma Psiquiátrica Brasileira, que propõe, com o apoio do Executivo e Legislativo, a mudança do modelo assistencial em saúde mental, teve como resultado, há cerca de duas décadas, a criação de um novo espaço para a saúde mental denominado, geralmente, de CAPS – Centro de Atenção Psicossocial. Com relação ao CAPS, é correto afirmar:
a) o CAPS, na medida em que se caracteriza pela intervenção psicossocial e exclui a dimensão biológica no tratamento, apesar de apresentar várias contribuições, torna-se um entrave à conquista da integralidade biopsicossocial nesta modalidade de serviço.
b) o CAPS, por ser em geral uma unidade de referência primária e secundária, tem preconizada a sua localização para os diversos distritos sanitários nas capitais e nos grandes centros.
c) a ausência de psiquiatras nas unidades tipo CAPS está preconizada na Lei 10.216, que “dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadores de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial”, tendo em vista seu objetivo central de intervir na prevenção primária, deixando com os hospitais psiquiátricos a tarefa da prevenção secundária e terciária.
d) o objetivo principal do CAPS é promover a readaptação ou reinserção do doente mental na sociedade, portanto intervém prioritariamente na prevenção terciária.
21) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) No Brasil, o Sistema Único de Saúde estabelece como competência municipal:
a) a vigilância sanitária de portos e aeroportos.
b) a execução de serviços de vigilância epidemiológica e saúde do trabalhador
c) a coordenação da rede de laboratórios de saúde pública e hemocentros.
d) o financiamento pleno dos recursos para o setor de saúde local.
22) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) De acordo com a Lei 8080/90, pode ser considerada despesa com ações e serviços de saúde a quantia aplicada em:
a) capacitação de recursos humanos do SUS.
b) pagamento de aposentadorias e pensões.
c) assistência à saúde de clientela fechada.
d) merenda escolar.
23) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) A Lei 8080/90 estabelece as atribuições de cada nível de governo, dentro do Sistema Único de Saúde – SUS. Segundo esta lei, é atribuição da União:
a) gerir laboratórios públicos de saúde e hemocentros vinculados ao SUS.
b) formar consórcios intermunicipais entre as diversas regiões dos estados.
c) elaborar normas para regular as relações entre o SUS e os serviços privados contratados de assistência à saúde.
d) executar ações de saneamento básico para a população.
24) (FUNCAB – MIGUEL PEREIRA – Fonoaudiologia) Atualmente, o repasse financeiro da União para estados e municípios se dá por meio de:
a) transferências pactuadas e integradas.
b) pagamentos de produtividade.
c) pagamentos por procedimento.
d) transferências regulares e automáticas.
25) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Um paciente comparece a um módulo de Saúde da Família para tratar de um ferimento.A técnica de enfermagem que o atende percebe a presença de uma mancha hipocrômica suspeita e o encaminha ao médico da equipe. Esta conduta traduz o seguinte princípio do Sistema Único de Saúde:
a) universalidade;
b) equidade;
c) descentralização
d) intersetorialidade;
e) integralidade.
26) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Ao longo do século XX, dois modelos influenciaram e ainda hoje influenciam o enfrentamento de problemas de saúde no Brasil. São eles: o assistencialismo médico e o sanitarismo. O modelo assistencialista, correspondente ao extinto Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social, tem como característica:
a) estar baseado na realização de campanhas e em programas especiais;
b) contemplar a integralidade da atenção à saúde;
c) apresentar cunho predominantemente curativo;
d) ser universal e estar voltado para o atendimento da “demanda espontânea”;
e) ter a comunidade como foco das ações de saúde.
27) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Das estratégias propostas pelo governo federal, aquela que tem o financiamento previsto no componente variável do Piso da Atenção Básica (PAB) é:
a) saúde bucal;
b) farmácia popular;
c) educação permanente;
d) vigilância em saúde;
e) bolsa família.
28) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) O controle social previsto na Lei nº 8.142/90, com representação de usuários está presente na seguinte instância:
a) Conferência de Saúde
b) CONASS;
c) CONASEMS;
d) Comissão bipartite;
e) Comissão tripartite.
29) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) O Pacto pela Vida é o compromisso entre os gestores do Sistema Único de Saúde em torno de prioridades que apresentam impacto sobre a situação de saúde da população brasileira. Estão entre as prioridades pactuadas, EXCETO:
a) saúde do idoso;
b) controle do câncer de próstata;
c) redução da mortalidade infantil e materna;
d) promoção da saúde;
e) fortalecimento da atenção básica.
30) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Descentralização do Sistema de Saúde significa organização por:
a) programas específicos, por patologias;
b) áreas geográficas distintas;
c) critérios de vigilância epidemiológica;
d) níveis diferentes de gestão;
e) níveis de complexidade tecnológica.
31) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) O Conselho Municipal de Saúde é um órgão colegiado que conta com representantes:
a) dos gestores, das indústrias de tecnologias da saúde e dos usuários;
b) dos vereadores, dos profissionais de saúde e dos usuários;
c) do Executivo, do Legislativo e do Judiciário;
d) da Secretaria Municipal de Saúde e do Tribunal de Contas do Município;
e) do governo, dos prestadores de serviços e dos usuários.
32) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Os recursos destinados à estratégia de Saúde da Família encontram-se:
a) na Fração Assistencial Especializada (FAE);
b) no Piso Assistencial Básico (PAB) variável;
c) na Autorização de Procedimento de Alto Custo (APAC);
d) no Piso Estadual de Vigilância Sanitária (PEVISA);
e) no Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC).
33) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) Fazem parte da equipe mínima de Saúde da Família, EXCETO:
a) agente comunitário de saúde;
b) enfermeiro;
c) dentista;
d) médico;
e) auxiliar ou técnico de enfermagem.
34) (FUNCAB – Piraí 2009 – Fonoaudiologia) A hierarquização dos serviços é uma das diretrizes do Sistema Único de Saúde. Para atingi-la, um importante instrumento é a:
a) implantação de um sistema de referência e contra-referência;
b) regionalização das ações e serviços;
c) definição da normatização institucional;
d) integração com outros setores da economia;
e) otimização dos recursos disponíveis.
35) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) Considerando o que está disposto na Lei n° 8.142/90, analise as afirmativas abaixo e em seguida marque a alternativa correta.
I. O Conselho de Saúde atua na formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde na instância correspondente, inclusive nos aspectos econômicos e financeiros.
II. A representação dos usuários nos Conselhos de Saúde e Conferências de Saúde será paritária em relação ao conjunto dos demais segmentos.
III. O fundo de saúde e o plano de saúde contemplam plenamente os requisitos exigidos para que os Municípios, Estados e Distrito Federal recebam os recursos previstos na Lei n° 8.080/90.
Conforme análise, assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa II está correta.
c) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
d) Somente as afirmativas II e III estão corretas.
e) As afirmativas I, II e III estão corretas.
36) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) De acordo com a Lei n° 8.080/90, serão criadas comissões intersetoriais que terão a finalidade de articular políticas e programas de interesse para a saúde, cuja execução envolva áreas não compreendidas no âmbito do Sistema Único de Saúde. Em relação a essas comissões, assinale a alternativa correta.
a) As comissões intersetoriais serão de âmbito nacional, subordinadas ao Conselho Nacional de Saúde, integradas pelos Ministérios e órgãos competentes e por entidades representativas da sociedade civil.
b) Poderão organizar-se em distritos de forma a integrar e articular recursos, técnicas e práticas voltadas para a cobertura total das ações de saúde.
c) A articulação das políticas e programas a cargo das comissões intersetoriais, abrangerá, exclusivamente, as atividades de alimentação e nutrição, saneamento e meio ambiente, recursos humanos e saúde do trabalhador.
d) Aplica-se às comissões administrativas intersetoriais o princípio da direção única, e os respectivos atos constitutivos disporão sobre sua observância.
e) Têm o objetivo de estabelecer normas, em caráter suplementar, de procedimentos de controle da qualidade para produtos e substâncias de consumo humano bem como estabelecer o Sistema Nacional de Auditoria.
37) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) Em 2006, os gestores de Saúde assumiram o compromisso público da construção do Pacto pela Saúde, com base nos princípios constitucionais do SUS e ênfase nas necessidades de saúde da população. Esse pacto define as prioridades articuladas e integradas em três componentes: Pacto pela Vida, Pacto em Defesa do SUS e Pacto de Gestão. Considerando o que está estabelecido para cada um desses componentes, numere a segunda coluna em conformidade com a primeira.
(1) Pacto pela Vida
(2) Pacto em Defesa do SUS
(3) Pacto de Gestão
( ) Controlar o câncer de colo de útero e o câncer de mama.
( ) Consolidar e ampliar as descentralização das ações de vigilância sanitária.
( ) Priorizar espaços com a sociedade civil para realizar as ações previstas.
( ) Fortalecer o controle social no SUS.
( ) Fortalecer a atenção básica.
Marque a alternativa que apresenta a seqüência correta.
a) 1, 2, 3, 2, 3
b) 3, 2, 1, 3, 1
c) 1, 3, 2, 3, 1
d) 2, 1, 3, 1, 2
e) 3, 1, 2, 3, 2
38) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) A Vigilância em Saúde deve estar cotidianamente inserida em todos os níveis de atenção da saúde, garantindo a integralidade da atenção, o que inclui tanto a abordagem individual como coletiva dos problemas de saúde. Em relação às áreas compreendidas pela Vigilância em Saúde, assinale aquela cujo conceito é apresentado de forma correta.
a) A vigilância em saúde ambiental caracteriza-se como um conjunto de atividades destinadas à promoção e proteção, recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho.
b) A vigilância da situação de saúde desenvolve ações de monitoramento contínuo do país/estado/região/município/equipes, por meio de estudos e análises que revelem o comportamento dos principais indicadores de saúde, priorizando questões relevantes e contribuindo para um planejamento de saúde mais abrangente.
c) A vigilância epidemiológica é entendida como um conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, produção e circulação de bens e prestação de serviços de interesse da saúde.
d) A vigilância sanitária é um “conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos”.
e) A vigilância da saúde do trabalhador centra-se nos fatores não biológicos do meio ambiente que possam promover riscos à saúde humana: água para consumo humano, ar, solo, desastres naturais, substâncias químicas, acidentes com produtos perigosos, fatores físicos e ambiente de trabalho.
39) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) “Epidemiologia é o estudo da frequência, da distribuição e dos determinantes dos estados ou eventos relacionados à saúde em específicas populações e a aplicação desses estudos no controle dos problemas de saúde” (J. Last, 1995). Na definição de epidemiologia, são usados termos particulares e que precisam ser compreendidos por quem dela se utiliza. Marque a alternativa na qual o termo está disposto corretamente
.
a) estudo – inclui vigilância, observação, teste de hipótese, e pesquisas analíticas e experimentais.
b) determinantes – refere-se, entre outras coisas, a doenças , causas de óbitos , hábitos comportamentais, aspectos positivos em saúde e reações a medidas preventivas.
c) estados ou eventos relacionados à saúde – inclui fatores que afetam o estado de saúde, dentre os quais, os fatores biológicos, químicos, físicos, sociais, culturais, econômicos, genéticos e comportamentais.
d) distribuição – inclui indivíduos com características específicas como, por exemplo, crianças menores de cinco anos.
e) população – refere-se à análise quanto ao tempo, pessoas, lugares e grupos de indivíduos afetados.
40) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) A História Natural da Doença é o nome dado ao conjunto de processos interativos compreendendo “as inter-relações do agente, do suscetível e do meio ambiente que afetam o processo global e seu desenvolvimento, desde as primeiras forças que criam o estímulo patológico no meio ambiente, ou em qualquer outro lugar, passando pela resposta do homem ao estímulo, até às alterações que levam a um defeito, invalidez, recuperação ou morte.” Considerando o exposto, analise as afirmativas que seguem.
I. O primeiro período da história natural é a própria evolução das inter-relações dinâmicas, que envolvem, de um lado, os condicionantes sociais e ambientais e, do outro, os fatores próprios do suscetível, até que se chegue a uma configuração favorável à instalação da doença.
II. O período patogênico se inicia com as primeiras ações que os agentes patogênicos exercem sobre o ser afetado. De acordo com Colimon (1978), este período pode ser divido em três etapas: subclínica, prodrômica e clínica.
III. A História Natural da Doença tem d e s e n v o l v ime n t o em d o i s p e r í o d o s sequenciados: o período epidemiológico e o período patológico. No primeiro, o interesse é
dirigido para as relações suscetível-ambiente, no segundo, interessam as modificações que se passam no organismo vivo.
Conforme análise realizada, marque a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa II está correta.
c) Somente a afirmativa III está correta.
d) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
e) As afirmativas I, II e III estão corretas.
41) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) Prevenir é prever antes que algo aconteça, ou mesmo cuidar para que não aconteça. Prevenção em saúde pública é a ação antecipada, tendo por objetivo interceptar ou anular a evolução de uma doença. Em relação aos níveis de prevenção, marque a opção correta.
a) A prevenção secundária é realizada no indivíduo, já sob a ação do agente patogênico, ao nível do estado de doença, e inclui promoção da saúde e proteção específica.
b) O diagnóstico, o tratamento precoce e a limitação da invalidez são fases da prevenção secundária.
c) Os níveis de prevenção secundária e terciária ocorrem no período de pré-patogênese.
d) O processo de reeducação e readaptação de pessoas com defeitos após acidentes ou devido a sequelas de doenças é exemplo de prevenção em nível terciário.
e) O inquérito para descoberta de casos na comunidade e realização de exames periódicos, individuais, para detecção precoce de casos são exemplos de prevenção primária.
42) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) “Planejar consiste, basicamente, em decidir com antecedência o que será feito para mudar condições insatisfatórias no presente ou evitar que condições adequadas venham a deteriorar-se no futuro”
. O PlanejaSUS – Planejamento em Gestão do SUS – é composto, basicamente, por três
instrumentos: o Plano de Saúde, as Programações Anuais de Saúde e os Relatórios Anuais de Gestão. Em síntese, do ponto de vista da estrutura, o Plano de Saúde conterá, minimamente, o seguinte formato:
a) análise situacional, objetivos, diretrizes e metas.
b) objetivos, controle, avaliação e monitoramento.
c) desenvolvimento, análise situacional, metas e avaliação.
d) diretrizes, controle, avaliação e desenvolvimento.
e) objetivos, metas, desenvolvimento e avaliação.
43) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) Considerando a Portaria nº 104, de 25 de janeiro de 2011, que define, entre outras coisas, a relação de doenças, agravos e eventos em saúde pública de notificação compulsória em todo o território nacional, marque a alternativa que corresponde a uma doença da Lista de Notificação Compulsória – LNC.
a) rotavírus.
b) pneumonias.
c) tuberculose.
d) erliquiose.
e) óbito por dengue.
44) (FUNCAB – LINHARES 2011 – Fonoaudiologia) O Planejamento em Saúde deve ter por base o diagnóstico da situação de saúde que deve abranger o contexto em que se insere a ação objeto do planejamento.Um exemplo seria a análise do modelo de atenção à saúde. Nesse caso, o diagnóstico situacional deverá abordar,EXCETO:
a) a forma como os serviços se estruturam.
b) os recursos pagos ao prestador.
c) os serviços de referência.
d) o funcionamento dos serviços.
e) indicadores, critérios e instrumentos de avaliação.
45) (FUNCAB – PIRAÍ) São Doenças e Agravos de Notificação Compulsória no território nacional, EXCETO:
a) cólera;
b) eventos adversos pós-vacinação;
c) hantavirose;
d) rubéola;
e) toxoplasmose.
46) (FUNCAB – PIRAÍ) Medicamentos estratégicos são aqueles utilizados para o tratamento de um grupo de agravos específicos, agudos ou crônicos, contemplados em programas do Ministério da Saúde com protocolos e normas estabelecidas, cujo elenco é definido pelo próprio Ministério. Podemos dizer que são exemplos de programas abrangidos pela Coordenação Geral de Assistência Farmacêutica de Medicamentos estratégicos.
a) Eliminação da Hanseníase e Planejamento Familiar;
b) Controle doTabagismo e DST/AIDS;
c) Controle daTuberculose eAcromegalia;
d) Hipertensão e Diabetes;
e) Lúpus Eritematoso e Hepatite C.
47) (FUNCAB – PIRAÍ) O documento de entrada do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos é a Declaração de Nascido Vivo, documento impresso em 3 (três) vias previamente numeradas. No caso de parto hospitalar, a 1ª (primeira) via tem como destino:
a) ser entregue ao pai ou responsável para a obtenção da Certidão de Nascimento;
b) ser entregue ao pai ou responsável legal, para ser apresentada na primeira consulta em unidade de saúde;
c) permanecer no estabelecimento de saúde, no prontuário do recém-nascido;
d) permanecer no estabelecimento de saúde até ser coletada pelos órgãos estaduais ou municipais responsáveis pelo sistema;
e) ser entregue ao cartório de registro civil, até ser recolhida pela secretaria municipal de saúde.
48) (FUNCAB – PIRAÍ) A notificação compulsória de doenças e agravos é atribuição:
a) que qualquer pessoa pode desempenhar;
b) que qualquer profissional de saúde pode desempenhar;
c) exclusiva dos médicos;
d) exclusiva dos médicos e enfermeiros;
e) exclusiva dos médicos, enfermeiros e dentistas.
(FUNCAB – Magé) A Lei n° 8.080/90 foi regulamentada recentemente pelo Decreto nº 7.508, de 28 de junho de 2011. Esse decreto dispõe, entre outras coisas, sobre a organização do Sistema Único de Saúde – SUS –, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa. Com base nisso, responda às questões 49, 50 e 51.
49) (FUNCAB – Magé) “O conjunto de ações e serviços de saúde articulados em níveis de complexidade crescente, com a finalidade de garantir a integralidade da assistência à saúde”, refere-se à(ao):
a) serviço especial de acesso aberto.
b) rede de atenção à saúde.
c protocolo clínico e diretriz terapêutica.
d) mapa de saúde.
e) porta de entrada.
50) (FUNCAB – Magé) Atenção primária, urgência e emergência e vigilância em saúde são serviços que fazem parte dos requisitos mínimos para que seja instituído um(a):
a) região de saúde.
b) área de saúde.
c) rede de atenção à saúde.
d) núcleo de saúde.
e) serviço especial de saúde.
51) (FUNCAB – Magé) São considerados portas de entrada do SUS os seguintes serviços, EXCETO:
a) atenção primária.
b) atenção de urgência e emergência.
c) de apoio diagnóstico.
d) atenção psicossocial.
e) especiais de acesso aberto.
52) (FUNCAB – Magé) Em relação ao processo de Planejamento da Saúde, analise as afirmativas abaixo e, em seguida, marque a alternativa correta.
I. O planejamento da saúde, em âmbito estadual, deve ser realizado de maneira regionalizada, com base nas necessidades dos Municípios, considerando o estabelecimento de metas de saúde.
II. No planejamento da saúde, não devem ser considerados os serviços e as ações prestados pela iniciativa privada, de forma complementar ou não ao SUS.
III. O Mapa da Saúde será utilizado na identificação das necessidades de saúde e orientará o planejamento integrado dos entes federativos, contribuindo para o estabelecimento de metas de saúde.
a) Somente a I está correta.
b) Somente a II está correta.
c) Somente I e II estão corretas.
d) Somente I e III estão corretas.
e) Somente II e III estão corretas.
53) (FUNCAB – Magé) De acordo com os dados do Caderno de Informação de Saúde para o Brasil, disponibilizado pelo DATASUS, a maior causa de mortalidade em crianças menores de um (1) ano em 2008 foram:
a) doenças do aparelho respiratório.
b) algumas afecções originadas no período perinatal.
c) algumas doenças infecciosas e parasitárias.
d) causas externas de morbidade e mortalidade.
e) neoplasias (tumores).
54) (FUNCAB – Magé) Um indicador de saúde tem como propósito refletir a situação de saúde de um indivíduo ou de uma população. Do ponto de vista técnico, marque a alternativa que apresenta, de forma correta, um dos requisitos indispensáveis ao indicador de saúde:
a) poder discriminatório, de forma a abranger o efeito do maior número possível de fatores que influem no estado de saúde das coletividades.
b) uniformidade, de forma a permitir comparações entre populações, ou de uma mesma população em momentos distintos.
c) simplicidade, no que diz respeito à sua construção e facilidade de interpretação.
d) relevância, de maneira que os resultados justifiquem os recursos e o tempo dispendido.
e) boa relação custo/efetividade, relacionada com a capacidade de responder às prioridades em saúde.
55) (FUNCAB – Magé) Em relação aos Conselhos de Saúde, marque a opção correta.
a) O mandato dos conselheiros será definido no Regimento Interno do Conselho, podendo
coincidir com o mandato do Governo Estadual, Municipal, do Distrito Federal ou do Governo Federal.
b) O Plenário do Conselho de Saúde que se reunirá, n o m í n i m o , a c a d a d o i s m e s e s e , extraordinariamente, quando necessário, funcionará baseado em normas predefinidas.
c) Não cabe, em hipótese alguma, aos Conselhos de Sa ú d e b u s c a r a u d i to r i a s e x te r n a s e independentes sobre as contas e atividades do Gestor do SUS.
d) Os Conselhos de Saúde devem ser compostos por 40% de entidades de usuários, 30% de entidades dos trabalhadores da saúde e 30% de representação de governo, de prestadores de serviços privados conveniados ou sem fins lucrativos.
e) Compete aos Conselhos de Saúde implementar a mobilização e a articulação contínuas da sociedade , na defesa dos princípios constitucionais que fundamentam o SUS, para o controle social de Saúde.
56) (FUNCAB – Magé) A variação na incidência de uma doença, cujos ciclos coincidem com as estações do ano, é denominada de:
a) variações sazonais.
b) variações irregulares.
c) estudos de migrantes.
d) variações cíclicas.
e) epidemia progressiva.
57) (FUNCAB – Magé) A Vigilância Sanitária faz parte da Vigilância em Saúde e pode ser definida como:
a) ações de monitor amento contínuo do país/estado/região/município/equipes, por meio
de estudos e análises que revelem o comportamento dos principais indicadores de
saúde.
b) ações centradas nos fatores não biológicos do meio ambiente que possam promover riscos à saúde humana.
c) conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de
qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual ou coletiva.
d) conjunto de atividades que se destina, por meio das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e à proteção da saúde dos trabalhadores.
e) conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.
Gabarito
1 – d 2 – a 3 –c 4 – d 5 – d 6 – c 7 – d 8 – e 9 – b 10 – c 11 – c 12 – e 13 – b 14 – a 15 – a 16 –c
17 – b 18 – c 19 – c 20 –b 21 – b 22 – a 23 – c 24 – d 25 – e 26 – c 27 – a 28 – a 29 – b 30 d
31 – e 32 – b 33 – c 34 – a 35 – c 36 – a 37 – c 38 – b 39- a 40 – e 41 – d 42 – a 43 – c
44 -b 45 – e 46 – b 47 – d 48 – a 49 – b 50 – a 51 – c 52 – d 53 – b 54 – c 55 –e 56 – a 57 – e